Skip to content

Ensino superior e as mídias sociais: relacionamento e transparência

30/07/2009

Não é de hoje que as instituições de ensino superior estão ligadas nas inovações tecnológicas e na evolução de soluções específicas para a área, que possa manter a atenção do aluno e ajudá-lo no seu aprendizado. Assim temos laboratórios cada vez mais informatizados e equipados, a utilização de data-show para tornar as aulas mais atrativas e mais dinâmicas, além de gerar oportunidades para utilização de recursos multimídias, etc.

A comunicação entre as instituições e seus stakeholders também segue pelo mesmo caminho e a tecnologia surge como um elo entre a comunicação ativa e o relacionamento entre as partes. Assim, hoje é quase impossível achar uma instituição de ensino superior que não esteja antenada nas novas mídias sociais, monitorando sua imagem na web e mesmo participando ativamente das oportunidades que surgem com a utilização de canais como o Twitter, Youtube, Orkut, Flickr e os blogs corporativos.

Instituições de ensino: de olho na interatividade

Instituições de ensino: de olho na interatividade

Na busca pela comunicação transparente e na ativação do relacionamento com pais, alunos, fornecedores, parceiros e sociedade em geral, é possível perceber que as instituições estão criando canais institucionalizados onde esta comunicação ocorre sem barreiras e também sem controle.

Este aliás é um ponto de atenção que toda instituição deve ter quando institucionaliza um canal na web, afinal não basta apenas ter o canal e não fazer um acompanhamento diário sobre os comentários, número de visitações, fazer atualizações periódicas e monitorar o recall da marca.

Deve estar preparada também para enfrentar objeções, críticas e até protestos, já que na rede todos tem a liberdade de escrever sobre a sua experiência e divulgá-las para todo mundo, sendo muito mais difícil para as empresas gerenciar impactos negativos e até mesmo o início de uma crise. É notório que na rede bloquear comentários que não falam bem da empresa é um tiro no pé, todos logo ficarão sabendo por outros canais que a empresa só autoriza mensagens que falem bem da mesma e aí o “tiro sai pela culatra”.

Portanto inserir-se nas redes sociais não é uma tarefa simples para as instituições, pois traz uma série de desafios, mas também diversas oportunidades para que a comunicação flua com o dinamismo que só a rede proporciona.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: