Skip to content

Comunicação corporativa ganha cada vez mais status e poder nas empresas

06/03/2009

 

Pesquisa realizada pela Aberje (Associação Brasileira de Comunicação Empresarial) revela que a comunicação corporativa está ganhando status estratégico nas empresas.

Participaram do estudo 280 profissionais responsáveis pela área de Comunicação de suas empresas, sendo alto o percentual de entrevistados que percebe a área de Comunicação como estratégica, principalmente no ramo de serviços, onde 67,4% têm essa opinião.

Notou-se ainda que quanto maior o número de funcionários, maior é essa percepção: em 70,2% das empresas que contam com mais de 5 mil funcionários, a Comunicação é vista como área estratégica.

Mais investimentos em comunicação interna

Não por acaso, os investimentos em comunicação interna estão aumentando, de maneira que a área tem ganhado cada vez mais prestígio e poder nas corporações.

Porém, em metade das empresas contempladas pela pesquisa, a área ainda não tem representação no Conselho Executivo. Isso sem falar que há uma variedade de denominações para o departamento: Comunicação Corporativa, Empresarial e Institucional.

De qualquer maneira, ao que tudo indica, os empresários já notaram a importância da comunicação para alcance dos resultados pretendidos. Para se ter uma ideia, apenas 5,4% das empresas pesquisadas não contam com uma área de Comunicação. Em substituição, algumas empresas mantêm departamentos de Comunicação e Eventos, Comunicação e Sustentabilidade, Marketing e Comunicação Social.

 

Aberje: comunicação faz parte da estratégia das empresas

Aberje: comunicação faz parte da estratégia das empresas

 

Departamento importado do exterior

Na maioria das empresas, a Comunicação Corporativa é uma diretoria ou gerência, principalmente nas estrangeiras: em 73,1%, há uma dessas configurações.

Quase 80% das empresas têm equipes na área com menos de 10 funcionários, sendo que quase todas com menos de mil funcionários têm até 10 profissionais na área de Comunicação.

A Aberje explica que chama a atenção dos analistas o tamanho enxuto dos departamentos de Comunicação, apesar de o setor se responsabilizar por temas de absoluta relevância às empresas, como o relacionamento com funcionários, comunidade, governo, imprensa e sociedade organizada. Para 74,5% dos entrevistados, a Comunicação Corporativa tem muito impacto na reputação da empresa.

Há equilíbrio nas respostas sobre a tendência da área de Comunicação no relacionamento com os stakeholders: 53,2% afirmaram que a tendência é trabalhar com todos os públicos de forma integrada e 43,3% acreditam que se deve trabalhar com alguns de forma segmentada.

“O Brasil tem sido um bom terreno para experiências em comunicação corporativa, particularmente no que diz respeito ao relacionamento com público interno. A criatividade dos profissionais locais, associada ao perfil receptivo do cidadão brasileiro, proporciona uma situação favorável para implantação de modelos colaborativos de comunicação e aumenta a receptividade em relação às iniciativas na área”, registra a professora Suzel Figueiredo, também gestora da pesquisa.

Marketing X Comunicação

Em 41,6% das empresas, o investimento que a empresa faz em Marketing é maior que o da Comunicação Corporativa. Apenas em 19,3% das organizações ocorre o contrário.

Outro dado importante da pesquisa diz respeito ao aumento da preocupação em mensurar os resultados das ações de comunicação. Cerca de 30% das empresas avaliam o desempenho da Comunicação Corporativa por meio do monitoramento da mídia e da opinião do público interno (funcionários) e também do externo (clientes, fornecedores, parceiros). Vale ressaltar que, em 17% das empresas, o desempenho da área de Comunicação não é mensurado.

Sobre os entrevistados

A coleta de dados aconteceu entre os dias 19 e 28 de agosto, contando com a participação de mais de 280 profissionais responsáveis pela área de Comunicação nas empresas mencionadas na edição 2007 da lista “1000 Maiores de Valor”.

Cerca de 65% dos respondentes têm cargo de gerência, coordenação ou supervisão na empresa em que trabalham. Vale ressaltar que houve participação de diretores e superintendentes. As mulheres predominam na Comunicação, representando 59,2% dos respondentes.

Entre os gerentes, homens e mulheres dividem a posição. Sobre faixa etária, quase 70% dos entrevistados têm entre 25 e 44 anos. Jornalismo é área de formação de um terço desses profissionais, aparecendo depois administradores e relações públicas, entre várias outras áreas de origem.

 

Por Karin Sato – InfoMoney

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: