Skip to content

Revista Veja se entrega e relaciona 10 razões para o otimismo do Brasil frente a crise

02/03/2009

 

Nem a Revista Veja consegue ir contra os fatos. Na edição desta semana a revista publica matéria de capa em que relaciona o bom momento vivido pelo país frente à crise que assola o mundo e provoca recessão nas grandes economias mundiais.

 

Considerada por muitos como um canal que hoje não trabalha com a verdade dos fatos e que muita das vezes é acusada de usar o alcance e o poder de suas páginas para alienar a classe média burguesa (quem não se lembra das denúncias contra a revista Veja do jornalista Luiz Nassif), a revista desta vez teve que se render aos resultados positivos da economia brasileira frente a crise e até fez uma relação de 10 razões para que os brasileiros possam estar otimistas com o futuro econômico do nosso país.

 

Para o Diretor de Redação, Eurípedes Alcântara, esta é uma matéria ousada, que demonstra um otimismo contido, mas que é um reflexo realista da atual situação do Brasil em relação a maioria dos países em sua luta contra os problemas causados pela crise.

 

As 10 razões para o otimismo elaboradas pelo editor executivo de Economia da revista, Marcio Aith, contou com a ajuda de renomados economistas que concluíram que o Brasil tem boas chances de emergir em 2010 com crescimento robusto. As 10 razões são:

 

1) Reservas de 200 bilhões de dólares intocadas depois de seis meses de crise

2) Bancos competentes, regulados, com baixa exposição a riscos e provisionados contra calotes

3) Ausência de bolhas de crédito e imobiliária, com potencial de crescimento real nesses setores

4) Mercado interno forte, crescendo em poder de compra e em proporção da população

5) Matriz energética mais “verde” do mundo, com independência do petróleo importado

6) Estabilidade política, em que a democracia foi entronizada como patrimônio nacional

7) Estabilidade econômica e arcabouço regulatório imperfeito mas previsível

8) Maior exportador de alimentos do mundo, o que garante vendas externas volumosas em qualquer cenário

9) Mercado externo diversificado, com compradores em todo o mundo e mercadorias de crescente valor agregado

 

10) As mesmas projeções que apontam estagnação no mundo projetam crescimento do PIB do Brasil em 2009

 

Assim a revista Veja que vem ao longo de suas edições demonstrando ser paulatinamente contraria ao Governo Lula, se rende aos resultados de um cenário relativamente favorável para o Brasil.

 

 

 

 

 

 

Capas da revista Veja deixam claro sua posicição contrária ao Governo Lula 

 

Não por acaso, nesta semana o chefe da Organização Mundial do Comércio (OMC), Pascal Lamy, citou o Brasil como o grande destaque pelas ações contra a crise. Lamy afirmou que se tivessem um prêmio, Lula seria o agraciado pelas ações que comandou para evitar que a recessão chegasse ao país.

 

Estaria Veja querendo adivinhar o futuro? Nos blogs de política e jornalismo, comentasse a boca pequena que a revista passou de imprensa marrom para a imprensa chapa branca.

 

E aguardar as próximas páginas…

 

Com informações da Revista Veja 

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. 03/12/2009 15:39

    podre

    • Ricardo Campos permalink*
      05/12/2009 00:55

      Olá André,

      O que é podre? O post, a atitude da revista Veja….??? De toda forma obrigado pela sua manifestação.
      Um abraço,

      Ricardo Campos

    • 28/12/2012 18:30

      LULA.
      Por que você chamou os Cidadãos Brasileiros de Vagabundos.
      E a QUADRILHA do MENSALÃO não são VAGABUNDOS.
      LULA
      Fala Sério……………

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: