Skip to content

Varejo sustentável: empresas fazem projetos engajados na causa verde – Parte 01

17/12/2008

 

A sustentabilidade está deixando de ser moda e iniciativas em prol do meio ambiente feitas ou divulgadas por empresas de diversos setores do mundo ganham importância e cada vez mais espaço no varejo. O contato direto com o consumidor faz com que as empresas tenham que mostrar, na prática, o que estão fazendo para preservar o planeta. De estabelecimentos sustentáveis a ações de reciclagem na loja, o mercado varejista se mostra preparado para reverter o quadro de desconfiança dos consumidores em relação a ações sustentáveis de empresas do Brasil.

 

Carrefour, Grupo Pão de Açúcar e Wal-Mart são os principais players do varejo que estão investindo na causa verde com estruturas sustentáveis que servirão de exemplo e modelo para o mercado. Além das tradicionais companhias do setor, outras empresas desenvolvem projetos que ajudarão a preservar o meio ambiente, como os carrinhos de compra fabricados à base de nylon e plástico reciclável e notas fiscais eletrônicas.

 

O Grupo Pão de Açúcar também está engajado na causa e já colhe os frutos financeiros de uma loja verde inaugurada no meio do ano em São Paulo. Na mesma linha se encontra o McDonald´s. A rede de fast food lançará ainda este mês o primeiro restaurante verde da América Latina. Com este cenário, é possível acreditar que, de fato, as empresas estão buscando alternativas sustentáveis para o bem da natureza e da humanidade?

 

Ponto-de-venda verde

O Wal-Mart inaugurou o primeiro hipermercado ecoeficiente no Brasil, como mais uma iniciativa do seu programa de sustentabilidade mundial. Há três anos, a rede varejista possui iniciativas sustentáveis que são implementadas nas lojas, porém o ponto-de-venda Campinho reunirá o maior número delas.

 

Hipermercado sustentável do Wal-Mart foi inaugurado no Rio de Janeiro e oferece ações em prol do meio ambiente

Hipermercado sustentável do Wal-Mart foi inaugurado no Rio de Janeiro e oferece ações em prol do meio ambiente

 

Além dos PDVs, a companhia prevê parcerias com fornecedores a fim de reduzir embalagens, engajar os funcionários, oferecer informação e produtos orgânicos aos clientes, além de programas de reciclagem. Mesmo sem uma loja na Amazônia, o Wal-Mart desenvolve um programa de preservação da floresta nacional do Amapá, em parceria com a ONG Conservação Internacional.

 

Em março deste ano o Grupo Pão de Açúcar lançou o Caixa Verde, que consiste em reciclagem pré-consumo, ou seja, os clientes podem deixar a embalagem de papel, plástico ou papelão de um produto no Caixa Verde para reciclagem no momento da compra. “Esta ação agradou o público e ganhou espaço em mais 20 supermercados da rede em São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba”, aponta Paulo Pompilio (foto), Diretor de Responsabilidade Socioambiental do Grupo Pão de Açúcar.

 

Reciclagem e gás natural como energia

Uma das empresas que contribuíram para a elaboração do supermercado verde do Grupo Pão de Açúcar foi a Sustentax, que desenvolveu o projeto de energia sustentável para o Grupo. De acordo com o Presidente da empresa, Newton Figueiredo, a geração de energia a base de gás natural em empreendimentos comerciais ajuda a reduzir gastos e aumentar a eficiência energética. “Em alguns casos pode ser melhor para uma companhia gerar a sua própria energia, ao invés de comprá-la. A primeira central de energia à base de gás natural que instalamos foi no Hotel Renascence, em São Paulo”, explica Figueiredo.

A reciclagem de papel é uma das medidas que mais crescem nas empresas de varejo e a rede Carrefour integra a lista com programas em todas as unidades no Brasil, com objetivo de reduzir o consumo de 38 milhões de folhas de papel A4 por ano. “Desde abril de 2007 todas as impressoras da matriz e das lojas são abastecidas com papel reciclado. Só no ano passado reduzimos em 65.505 kg a quantidade de CO2, preservamos mais de mil árvores, além de economizarmos mais de dois milhões de litros de água”, informa Paulo Pianez, Diretor de Sustentabilidade do Carrefour Brasil.

 

Para envolver os consumidores em suas ações sustentáveis, as lojas do Carrefour em Ribeirão Preto (SP) recebem do consumidor quatro litros de óleo vegetal usado, em troca de um litro de óleo novo. Nesta ação, o óleo doado é transformado em biodiesel. Só no ano passado foram coletados cerca de oito mil litros de óleo de cozinha.

 

Fonte: Thiago Terra para Mundo do Marketing

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: