Skip to content

Eleições 2008: perspectivas de mudanças ou a perpetuação de um cenário

12/09/2008

 

Teve início no dia 19 de agosto, a propaganda eleitoral gratuita dos candidatos a vereadores e prefeitos municipais, e no rádio e na televisão o que se viu foi um show de aberrações que demonstram a falta de seriedade na política nacional.

 

A primeira constatação é a falta de critérios para uma pessoa se candidatar ou mesmo se filiar a um partido político. Muitos o fazem com a simples intenção de conseguir mais votos para a legenda. Tudo bem, é o preço que se paga pela democracia.

 

Nos primeiros programas o nível dos candidatos era terrível, pessoas que não tem nenhuma experiência política, vivências em movimentos sociais ou ao menos experiência em defesa dos direitos de uma classe. São candidatos sem causa que repetem os mesmos “chavões” de sempre. 

 

Muitos não têm conhecimento nem mesmo das competências que um vereador deve ter, quais são suas atribuições e deveres na representação do povo na Câmara. Citam propostas que não são de competência de um vereador, ou seja, prometem o que não podem cumprir.

 

Assim podemos ver candidatos como um ex-participante do Big Brother Brasil, uma ex-pomponete de clube de futebol e capa de revistas masculinas, um sósia do cantor Raul Seixas, um ex-deputado estadual acusado de participar da Máfia das Ambulâncias e com seis ações por improbidade administrativa por suposto desvio de verbas públicas, e outras bizarrices que fazem do processo eleitoral uma grande palhaçada.

 

 

As atuações de marketeiros políticos também chamam nossa atenção. Com campanhas que debocham da inteligência do povo, eles acabam realmente conseguindo angariar votos, para um candidato que até então era desconhecido, mas que devido ao seu jingle ridículo ou sua exposição bem humorada na televisão acaba ganhando notoriedade.

 

Este é o cenário da política nacional e dos nossos futuros representantes. As perspectivas são de mais quatro anos de inércia, com muitos projetos propostos para mudanças de nomes de ruas, títulos de cidadão honorário, diplomas e outras farras com o dinheiro público.

 

Que eu possa estar enganado e que o povo possa estar mais consciente da importância do seu voto, garantindo assim representantes mais eficazes.

 

E antes que alguém possa perguntar, pelo menos para vereadora eu já tenho minha candidata, estudei seus programas e intenções e pude olhar no olho dela e questionar sobre temas polêmicos e que afligem os moradores de Belo Horizonte. Assim não me deixei influenciar pelos espetáculos midiáticos e pelas falsas propostas de gente oportunista que participará do pleito apenas em busca do polpudo salário de um vereador. 

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: