Skip to content

O poder de um personagem chamado “Consumidor”

14/03/2008

No dia 15 de março é comemorado o Dia Internacional do Consumidor, este personagem que saiu dos bastidores para se tornar o ator principal das relações de consumo no Brasil e no mundo. 

da alienação ao poder de decisão

Esta mudança na atuação dos consumidores é relativamente recente, proporcionada pela abertura dos mercados mundiais, fato que permitiu a livre concorrência e uma maior oferta de produtos e serviços, favorecendo desta forma o processo de escolha e dando poder de negociação para os consumidores. Hoje é possível para o consumidor trocar as marcas de produtos ou serviços caso os mesmos não atendam as suas necessidades. 

O consumidor brasileiro tem ainda o suporte do Código de Defesa do Consumidor, um importante instrumento que possibilita exigir das organizações garantias pelo produto ou serviço ofertado e respeito aos seus direitos. 

Um dos indícios do poder do consumidor é o fortalecimento da atividade de relações públicas, já que inúmeras empresas estão investindo nesta área, como forma de estabelecer relacionamentos de confiança e de credibilidade. Com a atividade de relações públicas o consumidor passa a ter um papel fundamental na gestão e nos rumos a serem seguidos pelo negócio, com as relações de consumo se tornando mais justas e éticas. 

Mas nem tudo são flores, afinal muitas empresas ainda desrespeitam seus clientes com a oferta de produtos sem qualidade, sem garantia, alguns nocivos a saúde, produtos que causam problemas ecológicos, ou mesmo atendimentos inadequados. Podemos citar as empresas de telefonia, campeãs no ranking de reclamações dos Procons, as empresas de cartão de crédito que continuam extorquindo os consumidores com juros acima do permitido pela lei, as empresas de tecnologia com produtos de baixa qualidade e outras inúmeras situações que nos permitem afirmar que o respeito pelo consumidor ainda tem um grande caminho a percorrer. 

Mas o poder já está nas mãos do consumidor que sabendo se mobilizar e articular com outros pares consegue forçar as empresas a respeitarem seus direitos e a produzirem produtos e serviços de qualidade.  

Consumidor no poder

Com o crescimento de blogs e redes sociais pela internet, este poder fica ainda mais evidente, já que as pessoas se comunicam de forma mais dinâmica, criam conceitos e posicionamentos e formam a opinião dos sujeitos com relação a empresas, produtos e serviços. 

Em tempos de tecnologias da informação é bom abrir o olho, a imagem organizacional agradece.         

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: