Skip to content

Informação é poder

03/03/2008

É conhecido de todos o adágio que diz que “informação é poder” e este poder esteve por séculos nas mãos dos ricos, poderosos e mais educados.  

A igreja é um belo exemplo. A igreja católica primitiva, sabendo do poder da informação, chegou a perseguir escritores e a confiscar e incendiar diversas publicações que atentavam contra os ensinamentos sacros.  

Igreja queima livros

Igreja Católica: confisco e queima de publicações que iam contra os ensinamentos sacros 

Na política podemos citar a instituição do AI5 em 13 de dezembro de 1968 que entre seus atos reforçou a censura, inclusive contra a música, o teatro e o cinema.   

Informação é poder

Ainda recente podemos fazer uma análise mais crítica dos nossos meios de comunicação de massa e sua utilização para fins escusos aos preceitos do bom jornalismo, pautado na ética e na verdade. Podemos citar os constantes movimentos contra a Revista Veja, que atualmente é acusada de usar suas editorias para coagir os inimigos pessoais dos editores e uso político para favorecer pessoas e empresas.  O caso mais recente é a acusação do jornalista Luís Nassif que por meio do seu blog lançou uma série de artigos bem fundamentados que tem como objetivo denunciar o que ele chama de maior fenômeno de anti-jornalismo dos últimos anos.

Revista Veja enfrenta acusações

Revista Veja: acusações contra desafetos e uso político para privilegiar pessoas e empresas

Temos ainda uma gama de políticos acusados de manter redes de comunicação compostas por emissoras de rádio e televisão, e de manter a produção da informação sobre a sua batuta.  

As novas tecnologias e a informação 

Mas o surgimento de novas tecnologias modificou as relações na sociedade e produziu um amplo acesso a informação. A internet, por exemplo, possibilitou que pessoas comuns, que antes recebiam as informações de forma passiva, hoje possam ter inúmeras fontes de informação e desenvolver uma capacidade crítica a cerca daquilo que elas estão lendo. 

O advento da internet possibilitou entrarmos na chamada era da informação e foi a chave para valorização da educação e do conhecimento. Com o fortalecimento da democracia e frente às mudanças contemporâneas, hoje a disseminação da informação já modifica as novas relações de poder e permite a qualquer cidadão estar por dentro de assuntos como economia, política, tecnologia, cultura e artes. O acesso a informação permite o conhecimento e a participação da sociedade em áreas que afetam sua vida, permite o esclarecimento e o conhecimento de direitos, bem como a exigência de cumprimento dos mesmos.  

Internet pluga as pessoas ao mundo

 A tecnologia Wiki hoje permite que os atores sociais deixem o papel passivo na recepção da informação e passa a produzir seu próprio conteúdo e a alterar a própria informação constante na rede. 

A informação como elemento estratégico para a tomada de decisões 

O acesso a informação atinge também as organizações. Na era da informação elas têm que estar em contato permanente com a sociedade, informar sobre suas iniciativas, suas realizações e principalmente nos momentos de crise. 

Outro fator importante é a mudança proporcionada pela informação nas relações de trabalho. O trabalho mecanicista e alienado (Marx – O Capital) onde o trabalhador não participava do conjunto do processo e nem o entendia, dá lugar a uma nova relação onde o trabalho é orientado pela informação e pelo conhecimento. 

A informação se torna um elemento estratégico para a tomada de decisões de instituições, empresas e pessoas. Em sua Dissertação de Mestrado defendida em 2006 pela UFMG, no trabalhado denominado “O Uso das fontes de informação: um estudo em micro e pequenas empresas de consultoria de Belo Horizonte”, o Prof. Frederico Mafra revelou que 40,2% dos gestores buscam informações para a tomada de decisões. A informação surge como elemento base para o conhecimento.  

A informação se tornou primordial também para todos os colaboradores que devem estar munidos por um manancial de conhecimento sobre a organização, sua missão e seus valores, bem como sobre os rumos que ela pretende seguir.  

Acesso a informação = conhecimento

A Revista Exame foi muito feliz na edição especial de Dezembro de 2007, quando foi publicado um artigo de Vinton Cerf, considerado um dos pais da internet e um VPs do Google. Na matéria Cerf revela que a internet amplia a voz dos indivíduos e põe em xeque o controle da informação por parte de governos e empresas. O título do artigo aproxima o antigo ditado sobre a informação para uma nova realidade.  

Hoje podemos dizer que:  “compartilhar informação é poder”

Anúncios
8 Comentários leave one →
  1. Patrícia permalink
    06/09/2010 02:23

    Obrigada pela matéria! Estou fazendo um ensaio sobre as redes sociais e meu tema é o poder da informação. Pude acrescentar algumas linhas de racicínio embasada em seu texto. Obrigada, novamente!

    • Ricardo Campos permalink*
      06/09/2010 21:31

      Olá Patrícia,

      Que bacana meu post poder contribuir para sua pesquisa. Sucesso no ensaio.
      Um abraço,

      Ricardo Campos

    • carlos faccion permalink
      06/01/2011 13:28

      Patricia gfostaria de saber um pouco mais sobre sua pesquisa, me interesso por esse tema. Mas gostaria de contribuir com o assunto nao abordando o mesmo tema poderiamos conversar um pouco por email sobre como abordar esse assunto de forma diferente?
      Abr

  2. 01/04/2011 03:10

    O que fazer em mundo sem fronteiras,sem leis,constituido apenas por informações?está lançado o grande é ultimo desafio a humanidade…

    • Ricardo Campos permalink*
      03/04/2011 01:59

      É verdade,

      Este é um grande desafio neste mundo de informação, conseguir destacar algo relevante e que possa de uma certa forma ajudar a humanidade avançar.

      Abs.

      Ricardo Campos

  3. Emily permalink
    23/02/2012 18:42

    Gostei bastante,
    consegui tira a melhor nota em redação pelo
    seu post, me ajudou muito.
    Obg.

    • Ricardo Campos permalink*
      25/02/2012 14:40

      Olá Emily,

      Você não imagina como fiquei feliz com seu comentário. Poder ajudar as pessoas justamente com a informação, que é o elemento principal deste post me deixou extremamente satisfeito.

      Que bom que ele foi útil para você.

      Um abraço,

      Ricardo Campos

Trackbacks

  1. A informação que queremos é a informação que obtemos « Ricardo Campos: reflexione

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: